Hoje é o primeiro dia do ano. Depois um ano tão atribulado, repleto de limitações e dificuldades, com muito esforço chegamos a 2021. Não que isso signifique que os problemas foram deixados para trás ou que ainda não há pendências a resolver. Pelo contrário, os problemas continuam aí e encavalarão com os novos desafios do ano.

Você pode achar que isso não faz diferença alguma ou que nada de bom virá. Mas eu não penso assim. Acredito que tudo carregue um significado, principalmente os períodos de transições como o Ano Novo. Nós precisamos disso, entender a vida é composta de etapas, renovações e objetivos, para nos dar um “chacoalhão” de vez em quando e impedir que a vida passe tão rapidamente por nossos olhos.

Por isso, inevitavelmente, a chegada de 2021 me fez pensar quais serão meus planos e desejos. É uma renovação que me estimula a persistir. Afinal, é tudo o que temos.

Não criarei metas, pois já faz um tempo que desisti delas por serem frustrantes ao término de cada ano, quando percebemos que não fizemos muita coisa. Assim, procuro dar atenção ao que fiz e não ao que quero/devo fazer.

Faço uma pequena lista de quantas coisas conquistei e sempre são muitas, também me surpreendo com quantas coisas que eu não esperava que acontecessem e de repente, acontecem.

E para o que vem faço apenas uma promessa básica, uma única coisa que eu quero alcançar (e que esteja em meu controle). Para este ano que se inicia só almejo CORAGEM, para enfrentar as consequências do ano que passou, para abrir caminhos, arriscar e enfrentar aqueles que tentam me limitar.

E para vocês, desejo o mesmo, pois acho que todos merecemos buscar o melhor para nós, sem deixar que nada, nem ninguém interfira em nosso destino. Mas sem deixar o otimismo e a cordialidade de lado, para suavizar a jornada.

Um feliz e saudável 2021 para todos nós!